AEMITEQ – Centro de Interface Tecnológico

Logo_PI_Cores_400x130

A AEMITEQ – Associação para a Inovação Tecnológica e Qualidade reconhecida como CIT – Centro de Interface Tecnológico

Despacho n.º 10252/2017, Diário da República, 2.ª série — N.º 227 — 24 de novembro de 2017

O Programa INTERFACE, aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 84/2016, de 21 de dezembro, dedica uma atenção especial à capacitação dos Centros Interface Tecnológico, entidades fundamentais do sistema nacional de inovação e agentes de valorização do conhecimento científico e tecnológico, potenciando a sua transferência para as empresas.

A Resolução do Conselho de Ministros n.º 84/2016 reconhece que os CIT-Centros Interface Tecnológico têm vindo a desempenhar um papel importante na articulação entre as instituições do sistema científico e as empresas em diversas áreas, incluindo processos de certificação, melhoria da qualidade, melhorias de eficiência na produção, apoio a atividades de inovação, acesso a tecnologias em desenvolvimento e formação de recursos humanos

A ANI — Agência Nacional de Inovação, S. A. (ANI, S. A.), no âmbito do Programa Nacional de Reformas (PNR) e da Resolução do Conselho de Ministros n.º 84/2016, de 21 de dezembro, é responsável pelo processo de reconhecimento de Centros Interface. Nos termos da proposta da ANI, reconhece-se como Centros Interface 28 entidades: AEMITEQ, AIBILI, CATIM, CCG/ZGDV, CEIIA, CENTIMFE, CeNTItvc, CITEVE, COTHN, COTR, CTCOR, CTCP, CTCV, CTIC, CVR, IBET, INEGI, INESC TEC, INL, INOV INESC Inovação, IPN , ISQ, IT, ITeCons, PIEP, RAIZ, UNINOVA, WavEC Offshore Renewables.

O Programa INTERFACE tem como objetivo a valorização dos produtos portugueses, através da inovação, do aumento da produtividade, da criação de valor e da incorporação de tecnologia nos processos produtivos das empresas nacionais. No seu conjunto, as iniciativas no âmbito do Programa INTERFACE pretendem acelerar a transferência de tecnologia das universidades para as empresas, potenciar a certificação dos produtos, aumentar a competitividade da economia portuguesa e das empresas nos mercados nacional e internacional.

A AEMITEQ vê assim concluído um processo que envolveu cerca 2 anos de trabalho contínuo, acrescido aos seus mais de 25 anos de conhecimento acumulado, com vista ao reconhecimento da Entidade como CIT. A realçar que o Programa Interface tem previsto para este restrito lote de entidades um financiamento plurianual, entre outros com avisos próprios, de forma a capacitar tecnologicamente e infraestruturalmente as entidades.