INOVC+ Ecossistema de Inovação Inteligente

O que é o INOVC+?

O INOVC+ é um Programa Estratégico Especial de valorização do conhecimento científico e tecnológico que consiste na implementação de um projeto piloto de âmbito regional, que, num contexto de trabalho em rede, envolvendo entidades não empresariais do sistema regional de I&I (tais como Instituições de Ensino Superior Universitário e Politécnico, Centros de Valorização e Transferência de Tecnologia, Centros Tecnológicos, Parques de Ciência e Tecnologia, entre outras) e empresas, potencie a valorização e a transferência de conhecimento e de resultados de atividades de I&DT para a economia regional.

A origem deste programa parte da ideia de criar um sistema articulado entre a Ciência, a Tecnologia e as Empresas para a Região Centro que contribua para tornar o tecido empresarial mais inovador e as Instituições de Ensino Superior, onde se encontra o maior potencial tecnológico e investigador, mais empresariais.

Neste contexto, a missão do Programa INOVC+ é a seguinte: Consolidar um Ecossistema de Inovação Inteligente, aberto e inclusivo, incorporando uma oferta completa de recursos, infraestruturas e dinâmicas, com apostas transversais e sectorialmente orientadas, contribuindo assim para a sustentabilidade e competitividade da Região Centro.

Tem como objetivo central sensibilizar estudantes, investigadores e empreendedores para o desenvolvimento de projetos semente e spinoffs, em áreas estratégicas para a Região Centro e devidamente alinhadas com a Estratégia de Especialização Inteligente preconizada para a mesma (RIS 3 Centro), com vista à transformação de ideias inovadoras em iniciativas empresariais, devendo, assim, incluir atividades de espectro diverso.

Com a presente operação os copromotores tem por visão afirmar a Região Centro como uma referência nacional de projeção internacional na criação de novos produtos e serviços resultantes de atividades de I&D+I, através de um programa de valorização do conhecimento científico e tecnológico que consiste na implementação de um quadro de planificação estratégica através de um Ecossistema Regional de Inovação Inteligente, com o fim último de gerar e criar um importante número de iniciativas empresariais baseadas em atividades de I&D+I.

 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

Acelerar a mudança de atitudes, valores e comportamentos mais empreendedores e abertos, na colaboração em projetos de inovação, uso de novas ideias e tecnologias, tomada de risco e combate ao estigma do fracasso;

Potenciar as comunidades académicas para a criação de projetos inovadores nos quais se perspetive a transferência de conhecimento para o tecido empresarial;

  • Apoiar a criação de empresas de base tecnológica assentes em conhecimento avançado

  • Promover o aumento da intensidade tecnológica do tecido empresarial da região reforçando a sua ligação ao SCTN;

  • Captar investimento direto estrangeiro vocacionado para a criação ou reforço de unidades empresariais de alta tecnologia na região;

  • Sensibilizar as empresas para o ecossistema de inovação que permitirá alargar as suas valências;

  • Estabelecer networking entre o consórcio e os participantes, de modo a consolidar o conhecimento assimilado;

  • Ampliar, disseminar e divulgar o conhecimento gerado

 

OBJETIVOS OPERACIONAIS

Para além dos objetivos estratégicos acima apresentados, foram ainda definidos objetivos operacionais, que se pretendem alcançar com a implementação das diferentes atividades do projeto INOVC+: Ecossistema de Inovação Inteligente.

  • Dinamização e articulação dos agentes do território de apoio à transferência de conhecimento científico e tecnológico e captação de investimento;

  • Recolher, organizar, uniformizar e disponibilizar informação existente no território;

  • Criação de ações de suporte e monitorização futuras para potenciar a transferência de conhecimento científico e tecnológico;

  • Aumentar o conhecimento relativo a redes de transferência de conhecimento científico e tecnológico, através de benchmarking a redes colaborativas nacionais e outras internacionais;

  • Apoiar a geração de ideias inovadoras que conduzam à criação de novas empresas com elevado potencial competitivo e de internacionalização;

  • Desenvolvimento de ferramentas inovadoras de informação, apoio e acompanhamento de iniciativas de transferência, facilitadoras na definição de estratégias adequadas e eficazes de apoio à transferência de conhecimento científico e tecnológico por parte dos agentes territoriais;

  • Desenvolver campanhas regionais e nacionais de divulgação e comunicação;

  • Promover, disseminar e incentivar uma cultura de transferência de conhecimento científico e tecnológico no território geradora de conhecimento, emprego qualificado.

 

PARCEIROS

A AEMITEQ e os MICROPLÁSTICOS

A AEMITEQ é uma referência de investigação científica há mais de 30 anos! Chegou a hora dos microplásticos!
“Os microplásticos e a sua disseminação” é uma iniciativa da AEMITEQ no âmbito do projeto INOV C+. Os microplásticos têm sido nos últimos tempos, cada vez mais, um tema de investigação e de estudo nas diferentes comunidades científicas europeias. Apesar de serem detetados nas praias, nos oceanos e na natureza de uma forma geral, ainda pouco se sabe acerca do impacto na saúde humana. Estando já demonstrado que estas partículas estão presentes nas águas, nos alimentos e na corrente sanguínea, reflete-se de especial importância saber como estas partículas viajam ao longo da nossa cadeia alimentar e de que forma podemos mitigar a sua influência nas pessoas. A AEMITEQ, Associação para a Inovação Tecnológica e Qualidade, Centro de Interface Tecnológico (CIT), acreditada no âmbito do FITEC pela ANI (Agencia nacional de Inovação) nas áreas do Ambiente, Química, Águas, Resíduos, Farmacêutica e Agroalimentar, está, inclusivamente, a desenvolver um programa de investigação nesta área enquadrado no âmbito do projeto INOV C+, “Ecossistema de inovação inteligente da região centro”. Este projeto INOV C+ envolve cerca de 19 instituições do ensino superior e centros de investigação. A AEMITEQ, sendo um dos participantes neste consórcio, dará o seu contributo a este ecossistema de inovação através do estudo das cadeias de transporte dos microplásticos, desde a sua génese até ao meio alimentar. A AEMITEQ está, inclusivamente, a desenvolver um estudo com o objetivo de valorizar a tecnologia de determinação da quantidade de microplásticos na água engarrafada.